O que � MFL

Por GuiWhi

Nossa aventura e luta pelo cinema livre come�ou em 2002 com a pretens�o de fazer uma mostra sem frescuras com rela��o aos formatos, g�neros, idades e dura��es dos filmes. A gra�a era, e segue sendo, misturar tudo num grande painel audiovisual do que � feito em nosso pa�s. Naturalmente a imensa maioria dos milhares de filmes que exibimos desde ent�o foram feitos sem apoio estatal, sem recursos p�blicos, foram feitos por conta pr�pria, em casa, sozinhos ou entre amigos, por coletivos e/ou pequenas produtoras que, por variados motivos, n�o podiam esperar recursos para realizarem seus filmes.

O mundo � cada vez mais, audiovisual. A imagem, em v�deo, est� presente na vida de quase todos, todos os dias. Isso � �timo e terr�vel, por motivos t�o variados quanto as motiva��es que fazem algu�m querer registrar/publicar algo, seja por interesses pessoais ou coletivos. A import�ncia desta linguagem relativamente nova, e que com o digital (e a internet) ganharam literalmente o mundo, ainda est� sendo estimada, sabida e estudada. Algo similar, talvez, com a populariza��o da televis�o, do telefone, dos games e dos celulares.

Como repetimos h� quase duas d�cadas, V�DEO � ARREBENTA��O: chegou e se popularizou para quebrar tudo e tem quebrado. A MFL participou direta e ativamente desta mudan�a de modelo antes cinematograficamente caro, especializado e por isso de dif�cil acesso. E hoje, simples, f�cil, barato e acess�vel a todos, o v�deo, que engoliu a pel�cula, em nome da total liberdade de express�o.

Essas quest�es que mesclam o nosso cinema poss�vel de ser feito sem grana, mais a urg�ncia destes filmes serem vistos, � que fazem a Mostra do Filme Livre ser o que tem sido: algo sem igual no Brasil, o melhor e maior painel do nosso cinema independente!